Modelos de desenvolvimento

A Cooperação Internacional para o Desenvolvimento – CID tem como objetivo geral contribuir com o desenvolvimento dos países – no entanto, o termo desenvolvimento não é unívoco, e seu significado varia de acordo com o contexto histórico e inclinações políticas e ideológicas dos envolvidos em arranjos de cooperação. Se durante a Guerra Fria desenvolvimento estava ligado aos modelos de organização política e econômica das duas superpotências e à reconstrução das economias devastadas pela II Guerra, após a década de 1990 o desenvolvimento sustentável, que incorpora as dimensões econômica, ambiental e social, ganhou destaque no âmbito internacional, principalmente a partir da Conferência das Nações Unidas para Meio Ambiente e Desenvolvimento realizada no Rio de Janeiro em 1992, conhecida como Eco-92.

A Cooperação Internacional para o Desenvolvimento – CID tem como objetivo geral contribuir com o desenvolvimento dos países – no entanto, o termo desenvolvimento não é unívoco, e seu significado varia de acordo com o contexto histórico e inclinações políticas e ideológicas dos envolvidos em arranjos de cooperação. Se durante a Guerra Fria desenvolvimento estava ligado aos modelos de organização política e econômica das duas superpotências e à reconstrução das economias devastadas pela II Guerra, após a década de 1990 o desenvolvimento sustentável, que incorpora as dimensões econômica, ambiental e social, ganhou destaque no âmbito internacional, principalmente a partir da Conferência das Nações Unidas para Meio Ambiente e Desenvolvimento realizada no Rio de Janeiro em 1992, conhecida como Eco-92.

Nos anos 2000, os oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – ODMs que têm como prazo o ano de 2015, centralizaram esforços internacionais de cooperação. No Brasil, o IPEA – Instituto de Políticas Econômicas Aplicadas publicou Arelatórios dos ODMs no país que demonstram avanço significativo na maior parte deles, antes de terminado o prazo de consecução.

Vinte anos após a Eco-92, a ONU realizou a Rio+20, com o objetivo de reavaliar e aprofundar os avanços dos países na implementação do desenvolvimento sustentável: na ocasião, a proposta de uma economia verde recebeu críticas da sociedade civil global, reunidas em evento paralelo conhecido como Cúpula dos Povos, que a considerou pouco ambiciosa frente aos desafios globais. Resultou do encontro a proposta de elaboração dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, que deverão substituir a agenda da cooperação internacional a partir de 2015.

O debate sobre quais modelos de desenvolvimento devem orientar os esforços de cooperação envolve atores governamentais e não governamentais e procura repensar formas de produção e consumo que sejam compatíveis com os recursos planetários disponíveis para esta e para as próximas gerações. Nesse sentido, alguns países latino-americanos, como Equador e Bolívia, incorporaram em suas constituições o conceito do bem-viver, também conhecido por sumak kawsay e outros termos utilizados por povos originários da região, que procuram caracterizar o desenvolvimento como o direito de viver num ambiente são e ecologicamente equilibrado, que assegure a sustentabilidade e o bom viver.

Página 1 de 14